Acesse também:

Facebook Twitter Orkut

Hoje é 26 de Maio de 2019 - 10:37h

Cadernos
Rodeios
voltar

Com segundo lugar em Sioux Falls, Leme é novo líder do mundial da PBR

Imagem retirada de http://www.violashow.com.br/noticias/esportes/2019/04/09/com-segundo-lugar-em-sioux-falls-leme-e-novo-lider-do-mundial-da-pbr.html#.XLXBVNinfcc

Imagem retirada de http://www.violashow.com.br/noticias/esportes/2019/04/09/com-segundo-lugar-em-sioux-falls-leme-e-novo-lider-do-mundial-da-pbr.html#.XLXBVNinfcc

O que muitos previam, acabou de acontecer. Pelo menos, momentaneamente. José Vitor Leme assumiu o posto de número 1 do mundo pela Professional Bull Riders. O brasileiro, que tem uma trajetória impressionante na associação, ascendeu no ranking após o segundo lugar na etapa de Sioux Falls, South Dakota, que aconteceu de 5 a 7 de abril no Denny Sanford Premier Center.

Após cair na primeira rodada, José Vitor Leme (foto de chamada) parou nos três touros seguintes, incluindo duas notas na casa dos 90 pontos. Destaque para a montaria na rodada final, em Cochise, em que ele marcou 92 pontos. O bullrider de apenas 21 anos, em seu segundo ano na PBR americana, passou em pontos Chase Outlaw, que liderava o campeonato, e Jess Lockwood.

Outlaw até pontuou nessa etapa, mas foi apenas o 13° colocado. Lockwood não voltou ainda de sua recuperação de uma lesão no ombro. Entre os adversários de diretos de José Vitor, o brasileiro João Ricardo Vieira também não pontuou.

Apenas Luciano de Castro, dos que estão no Top 5 do ranking mundial, foi bem, além de Vitinho claro. A diferença, no entanto, não é grande, podendo tudo mudar no próximo rodeio. São 275 pontos que separam José Vitor de Outlaw.

Além de Cochise, José Vitor também parou no Medicine Man, marcando 90,25 pontos, e em Losing Control, em que marcou 89,25 pontos. Todas as montarias deram a ele a vitória no round. Sioux Falls é considerado um premier series e o brasileiro é o primeiro, desde Austin Meier em 2012 na Philadelphia, a ganhar três rodadas seguidas. Ele também é o primeiro a ganhar três rodadas e não vencer a etapa, desde Kody Lostroh em Billings (2009).

"É uma sensação realmente incrível! Ser o número 1 é meio que um sonho se tornando realidade", disse Leme com a ajuda de Paulo Crimber na tradução. "Isso significa que fiz o meu trabalho e é para isso que vim aqui. Cheguei onde preciso estar". Na primeira etapa, em Nova York, ele tinha sentido o gostinho ao vencer o Bucking Battle 15/15 - justamente em cima de Cochise e marcar 91,5 - e assumir momentaneamente a liderança.

"Agora preciso trabalhar para não perder a posição", conta o Rookie Of The Year de 2017. Nessa temporada, com 12 etapas concluídas, ele é o terceiro líder. Lockwood e Outlaw foram os únicos a ocupar a posição antes do brasileiro. Mason Taylor, de Maypearl, Texas, foi o campeão dessa etapa, o único a ter quatro paradas em quatro touros. O bullrider de 19 anos faz sua estreia na divisão principal.

Mason está lutando também pelo título de Rookie Of The Year, ou seja, o Melhor Novato do Ano, ocupando a segunda posição no momento, pouco mais de 100 pontos apenas atrás de Cody Jesus. A vitória em Sioux Falls, onde ganhou 652,5 pontos e US$ 37.710,00, lhe deu a oportunidade de sair da 40ª posição e ocupar o 8° lugar no ranking mundial. Um passo e tanto para um competidor estreante.

O terceiro lugar ficou para Luciano de Castro, ganhando 305 pontos e US$ 12.675,00, valores que lhe asseguraram sua permanência no Top 5 do ranking. Ryan Dirteater foi o quarto colocado, deixando Keyshawn Whitehorse em quinto. Pontuaram pelo Brasil ainda Danilo Carlos Sobrinho (7°) e Claudio Montanha Jr (16°). Pela Velocity Tour, a segunda divisão, no mesmo final de semana, Alex Marcílio foi quinto lugar em Bakersfield, Califórnia.

Essa etapa teve um 15/15 Bucking Battle, mas nenhum cowboy parou nos touros. A próxima parada da Unleash The Beast será de 12 a 14 de abril, em Billings, Montana. O campeão do ano passado foi Claudio Montanha Jr. A Velocity Tour também tem etapa, em Wichita, Kansas, dia 13 de abril.

Fonte: ViolaShow, com informações do Cavalus

Com segundo lugar em Sioux Falls, Leme é novo líder do mundial da PBR

16/04/2019

O que muitos previam, acabou de acontecer. Pelo menos, momentaneamente. José Vitor Leme assumiu o posto de número 1 do mundo pela Professional Bull Riders. O brasileiro, que tem uma trajetória impressionante na associação, ascendeu no ranking após o segundo lugar na etapa de Sioux Falls, South Dakota, que aconteceu de 5 a 7 de abril no Denny Sanford Premier Center.

Após cair na primeira rodada, José Vitor Leme (foto de chamada) parou nos três touros seguintes, incluindo duas notas na casa dos 90 pontos. Destaque para a montaria na rodada final, em Cochise, em que ele marcou 92 pontos. O bullrider de apenas 21 anos, em seu segundo ano na PBR americana, passou em pontos Chase Outlaw, que liderava o campeonato, e Jess Lockwood.

Outlaw até pontuou nessa etapa, mas foi apenas o 13° colocado. Lockwood não voltou ainda de sua recuperação de uma lesão no ombro. Entre os adversários de diretos de José Vitor, o brasileiro João Ricardo Vieira também não pontuou.

Apenas Luciano de Castro, dos que estão no Top 5 do ranking mundial, foi bem, além de Vitinho claro. A diferença, no entanto, não é grande, podendo tudo mudar no próximo rodeio. São 275 pontos que separam José Vitor de Outlaw.

Além de Cochise, José Vitor também parou no Medicine Man, marcando 90,25 pontos, e em Losing Control, em que marcou 89,25 pontos. Todas as montarias deram a ele a vitória no round. Sioux Falls é considerado um premier series e o brasileiro é o primeiro, desde Austin Meier em 2012 na Philadelphia, a ganhar três rodadas seguidas. Ele também é o primeiro a ganhar três rodadas e não vencer a etapa, desde Kody Lostroh em Billings (2009).

"É uma sensação realmente incrível! Ser o número 1 é meio que um sonho se tornando realidade", disse Leme com a ajuda de Paulo Crimber na tradução. "Isso significa que fiz o meu trabalho e é para isso que vim aqui. Cheguei onde preciso estar". Na primeira etapa, em Nova York, ele tinha sentido o gostinho ao vencer o Bucking Battle 15/15 - justamente em cima de Cochise e marcar 91,5 - e assumir momentaneamente a liderança.

"Agora preciso trabalhar para não perder a posição", conta o Rookie Of The Year de 2017. Nessa temporada, com 12 etapas concluídas, ele é o terceiro líder. Lockwood e Outlaw foram os únicos a ocupar a posição antes do brasileiro. Mason Taylor, de Maypearl, Texas, foi o campeão dessa etapa, o único a ter quatro paradas em quatro touros. O bullrider de 19 anos faz sua estreia na divisão principal.

Mason está lutando também pelo título de Rookie Of The Year, ou seja, o Melhor Novato do Ano, ocupando a segunda posição no momento, pouco mais de 100 pontos apenas atrás de Cody Jesus. A vitória em Sioux Falls, onde ganhou 652,5 pontos e US$ 37.710,00, lhe deu a oportunidade de sair da 40ª posição e ocupar o 8° lugar no ranking mundial. Um passo e tanto para um competidor estreante.

O terceiro lugar ficou para Luciano de Castro, ganhando 305 pontos e US$ 12.675,00, valores que lhe asseguraram sua permanência no Top 5 do ranking. Ryan Dirteater foi o quarto colocado, deixando Keyshawn Whitehorse em quinto. Pontuaram pelo Brasil ainda Danilo Carlos Sobrinho (7°) e Claudio Montanha Jr (16°). Pela Velocity Tour, a segunda divisão, no mesmo final de semana, Alex Marcílio foi quinto lugar em Bakersfield, Califórnia.

Essa etapa teve um 15/15 Bucking Battle, mas nenhum cowboy parou nos touros. A próxima parada da Unleash The Beast será de 12 a 14 de abril, em Billings, Montana. O campeão do ano passado foi Claudio Montanha Jr. A Velocity Tour também tem etapa, em Wichita, Kansas, dia 13 de abril.

Imagem retirada de http://www.violashow.com.br/noticias/esportes/2019/04/09/com-segundo-lugar-em-sioux-falls-leme-e-novo-lider-do-mundial-da-pbr.html#.XLXBVNinfcc

Jornal do Rodeio

Acesse também:

Facebook Orkut Twitter