Acesse também:

Facebook Twitter Orkut

Hoje é 21 de Outubro de 2018 - 05:00h

Cadernos
Rodeios
voltar

Oito segundos para a glória!

Imagem retirada de http://www.violashow.com.br/noticias/esportes/2018/01/29/oito-segundos-para-a-gloria.html#.WnGh63xG3IU

Imagem retirada de http://www.violashow.com.br/noticias/esportes/2018/01/29/oito-segundos-para-a-gloria.html#.WnGh63xG3IU

A cidade é Glen Rose, Texas, e o juiz do rodeio limpa os olhos mais de uma vez. O que ele vê dentro do brete em cima de um cavalo não é um cowboy destemido e barbudo, mas sim uma linda jovem rainha do rodeio. Um monte de outras belas cowgirls estão lá atrás também, esperando a sua vez de montar. Enquanto isso, elas encorajam umas as outras a subirem em cima de um cavalo selvagem e montá-lo por oito segundos após o abrir da porteira.

Como Virginia Woolf marcou sua história no mundo antes masculino da literatura, Madonna fez a dela na música pop e Lindsey Vonn no esporte de inverno Ski, um grupo pequeno e arrojado de vaqueiras está buscando deixar sua marca na Sela Americana. E o público americano já pode ver de perto tudo isso no Somervell County Expo Center, durante as finais de 2017 da Texas Bronc Riders Association's (TBRA), pela categoria Ladies Saddle Bronc.

Está sendo graças a essas determinadas cowgirls que a Ladies Bronc Riding está de volta, depois de um hiato de quase 80 anos. Fazem parte desse grupo algumas meninas que já nasceram no meio equestre, cresceram nos ranchos, mas há também quem veio de outros esportes ou outros meios. Não importa. Uma vez que subiram no cavalo em suas selas a pediram a liberação da porteira, elas entraram em um universo jamais imaginado, dominado pelos homens, e já formaram uma amizade especial.

Brittany Miller
Brittany Miller, a líder do ranking, se considera uma 'lady badass', ou seja, uma moça dura na queda. Ela é duas vezes campeã do Iron Woman Ranch Bronc Riding Invitational e vem fazendo boas apresentações. Cursando Natural Horsemanship na University of Montana Western, Miller diz que a Sela Americana mudou sua vida. Entre as favoritas, ela já é considerada uma veterana, pois é a única que já soma mais de 200 montarias no currículo.

Mas entre as competidoras podemos encontrar também uma ex-Rainha de Rodeio. Duke Largo Wimberly ainda tem aquele sorriso estonteante que a ajudou ser coroada como Miss Fort Worth Stockyards Championship Rodeo. Mas não podemos confundir doçura com falta de brio. Em Cool, Texas, ela e o marido Joe criam touros de rodeio e Wimberly já tentou montar em touros, mas sua paixão foi para o lado da Sela Americana. Como elas, outras meninas não conseguem explicar essa paixão e a sensação de liberdade que sentem ao montar.

A retomada da Ladies Saddle Bronc foi possível por causa de Daryl McElroy, fundador e presidente da Texas Bronc Riders Association. Ele buscava algo para tornar a TBRA mais emocionante e atraente, então decidiu convidar as meninas para montar. Ele e a esposa Michelle acolheram as cowgirls como filhas e cuidaram delas a cada etapa da temporada.

A categoria chamou atenção da RIDE TV, um canal a cabo independente, que fica 24 horas no ar mostrando o estilo de vida western, lançado em 2014 por Craig Morris, campeão mundial da Apartação. Ele foi à final e pode produzir um documentário com todas as valentes cowgirls que participaram das finais.

Com toda essa exposição, os envolvidos esperam que mais e mais meninas de todo o país e de fora dele também se animem para começar a montar. Eles querem inspirar as meninas a irem em busca de seus sonhos.

Fonte: Viola Show, com informações de Cavalus

Oito segundos para a glória!

31/01/2018

A cidade é Glen Rose, Texas, e o juiz do rodeio limpa os olhos mais de uma vez. O que ele vê dentro do brete em cima de um cavalo não é um cowboy destemido e barbudo, mas sim uma linda jovem rainha do rodeio. Um monte de outras belas cowgirls estão lá atrás também, esperando a sua vez de montar. Enquanto isso, elas encorajam umas as outras a subirem em cima de um cavalo selvagem e montá-lo por oito segundos após o abrir da porteira.

Como Virginia Woolf marcou sua história no mundo antes masculino da literatura, Madonna fez a dela na música pop e Lindsey Vonn no esporte de inverno Ski, um grupo pequeno e arrojado de vaqueiras está buscando deixar sua marca na Sela Americana. E o público americano já pode ver de perto tudo isso no Somervell County Expo Center, durante as finais de 2017 da Texas Bronc Riders Association's (TBRA), pela categoria Ladies Saddle Bronc.

Está sendo graças a essas determinadas cowgirls que a Ladies Bronc Riding está de volta, depois de um hiato de quase 80 anos. Fazem parte desse grupo algumas meninas que já nasceram no meio equestre, cresceram nos ranchos, mas há também quem veio de outros esportes ou outros meios. Não importa. Uma vez que subiram no cavalo em suas selas a pediram a liberação da porteira, elas entraram em um universo jamais imaginado, dominado pelos homens, e já formaram uma amizade especial.

Brittany Miller
Brittany Miller, a líder do ranking, se considera uma 'lady badass', ou seja, uma moça dura na queda. Ela é duas vezes campeã do Iron Woman Ranch Bronc Riding Invitational e vem fazendo boas apresentações. Cursando Natural Horsemanship na University of Montana Western, Miller diz que a Sela Americana mudou sua vida. Entre as favoritas, ela já é considerada uma veterana, pois é a única que já soma mais de 200 montarias no currículo.

Mas entre as competidoras podemos encontrar também uma ex-Rainha de Rodeio. Duke Largo Wimberly ainda tem aquele sorriso estonteante que a ajudou ser coroada como Miss Fort Worth Stockyards Championship Rodeo. Mas não podemos confundir doçura com falta de brio. Em Cool, Texas, ela e o marido Joe criam touros de rodeio e Wimberly já tentou montar em touros, mas sua paixão foi para o lado da Sela Americana. Como elas, outras meninas não conseguem explicar essa paixão e a sensação de liberdade que sentem ao montar.

A retomada da Ladies Saddle Bronc foi possível por causa de Daryl McElroy, fundador e presidente da Texas Bronc Riders Association. Ele buscava algo para tornar a TBRA mais emocionante e atraente, então decidiu convidar as meninas para montar. Ele e a esposa Michelle acolheram as cowgirls como filhas e cuidaram delas a cada etapa da temporada.

A categoria chamou atenção da RIDE TV, um canal a cabo independente, que fica 24 horas no ar mostrando o estilo de vida western, lançado em 2014 por Craig Morris, campeão mundial da Apartação. Ele foi à final e pode produzir um documentário com todas as valentes cowgirls que participaram das finais.

Com toda essa exposição, os envolvidos esperam que mais e mais meninas de todo o país e de fora dele também se animem para começar a montar. Eles querem inspirar as meninas a irem em busca de seus sonhos.

Imagem retirada de http://www.violashow.com.br/noticias/esportes/2018/01/29/oito-segundos-para-a-gloria.html#.WnGh63xG3IU

Jornal do Rodeio

Acesse também:

Facebook Orkut Twitter