Acesse também:

Facebook Twitter Orkut

Hoje é 20 de Junho de 2019 - 04:43h

Cadernos
Rodeios
voltar

PRCA anuncia aposentadoria de um dos veteranos na Sela Americana

O atleta e sua esposa, Janelle, moram em Sand Coulee, Montana, nos arredores de Great Falls, cidade natal dele.

Imagem retirada de http://www.violashow.com.br/noticias/esportes/2019/01/23/prca-anuncia-aposentadoria-de-um-dos-veteranos-na-sela-americana.html#.XFAtz2mnfcc

Imagem retirada de http://www.violashow.com.br/noticias/esportes/2019/01/23/prca-anuncia-aposentadoria-de-um-dos-veteranos-na-sela-americana.html#.XFAtz2mnfcc

Smith, que começou a competir nos rodeios da Professional Rodeo Cowboys Association em 2006, está em paz com sua decisão. Aos 32 anos, ele competiu em uma National Finals Rodeo, em 2012. Quando entrou, fazia Saddle Bronc Riding e Bull Riding, mas em 2007 ficou só no Saddle.

"No circuito hoje, há muitos jovens competidores que estão ficando cada dia maiores e melhores em suas performances", disse Smith. "Andei por 13 anos competindo em alto nível, deixando muita coisa em segundo plano. Então, percebi que era hora de ficar um tempo maior em casa".

O atleta e sua esposa, Janelle, moram em Sand Coulee, Montana, nos arredores de Great Falls, cidade natal dele. Na aposentadoria, Tyrell está indo para uma nova carreira. Janelle, entretanto, planeja competir nos Três Tambores.

"Vou atuar em um ramo totalmente diferente. Em abril, entro para a Academia de Polícia. Estou realmente animado. Após fazer a parte teórica, irei decidir onde me encaixo melhor. Pode ser na patrulha rodoviária ou como xerife adjunto. Só sei que será alguma forma de aplicação da lei".

Porém, a vida que levou tendo o rodeio como sua ocupação em tempo integral é algo que Smith nunca esquecerá. "É um mundo totalmente diferente", disse o atleta que amealhou em sua carreira na PRCA US$ 497.134,00.

"É algo que pouquíssimas pessoas experimentam e fui abençoado por viver muito tempo nesse meio. Fiz inúmeros amigos, convivi com campeões do mundo e hoje eles são meus amigos. É algo que eu vou levar comigo por um longo tempo".

Estar na NFR em 2012 é um dos momentos mais legais da carreira, mas ele destaca ainda a parceria com Chase Brooks. "Provavelmente, assistir Chase em sua primeira NFR ano passado, é um grande destaque para mim. Somos parceiros de viagem e torço muito por ele".

Ao longo do tempo em que competiu, Smith também dedicou horas a treinar e ensinar crianças e jovens para arte do rodeio. "Chase foi o primeiro garoto que eu mentorei que fez as finais. Eu ainda vou ficar envolvido com o rodeio. Minha esposa vai correr Tambor e aqui em nossa casa vamos construir uma instalação para receber os jovens".

Em 2012, Smith terminou em 11º no ranking mundial, com US$ 82.874,00. Ele venceu a rodada 8 nesse ano na NFR e pontuou em outras três rodadas. Ele também ganhou a média na RAM Montana Circuit Finals Rodeo em 2015.

Smith é filho de John E.S. Smith, finalista por dois anos em Saddle Bronc Riding, NFR 1990 e 1991. Os dois também foram sócios em uma tropa de cavalos destinados ao esporte. Tyrell e seu irmão Chance montaram em Touros e na Sela Americana juntos por um tempo.

Fonte: Viola Show, com informações do Cavalus

PRCA anuncia aposentadoria de um dos veteranos na Sela Americana

29/01/2019

Smith, que começou a competir nos rodeios da Professional Rodeo Cowboys Association em 2006, está em paz com sua decisão. Aos 32 anos, ele competiu em uma National Finals Rodeo, em 2012. Quando entrou, fazia Saddle Bronc Riding e Bull Riding, mas em 2007 ficou só no Saddle.

"No circuito hoje, há muitos jovens competidores que estão ficando cada dia maiores e melhores em suas performances", disse Smith. "Andei por 13 anos competindo em alto nível, deixando muita coisa em segundo plano. Então, percebi que era hora de ficar um tempo maior em casa".

O atleta e sua esposa, Janelle, moram em Sand Coulee, Montana, nos arredores de Great Falls, cidade natal dele. Na aposentadoria, Tyrell está indo para uma nova carreira. Janelle, entretanto, planeja competir nos Três Tambores.

"Vou atuar em um ramo totalmente diferente. Em abril, entro para a Academia de Polícia. Estou realmente animado. Após fazer a parte teórica, irei decidir onde me encaixo melhor. Pode ser na patrulha rodoviária ou como xerife adjunto. Só sei que será alguma forma de aplicação da lei".

Porém, a vida que levou tendo o rodeio como sua ocupação em tempo integral é algo que Smith nunca esquecerá. "É um mundo totalmente diferente", disse o atleta que amealhou em sua carreira na PRCA US$ 497.134,00.

"É algo que pouquíssimas pessoas experimentam e fui abençoado por viver muito tempo nesse meio. Fiz inúmeros amigos, convivi com campeões do mundo e hoje eles são meus amigos. É algo que eu vou levar comigo por um longo tempo".

Estar na NFR em 2012 é um dos momentos mais legais da carreira, mas ele destaca ainda a parceria com Chase Brooks. "Provavelmente, assistir Chase em sua primeira NFR ano passado, é um grande destaque para mim. Somos parceiros de viagem e torço muito por ele".

Ao longo do tempo em que competiu, Smith também dedicou horas a treinar e ensinar crianças e jovens para arte do rodeio. "Chase foi o primeiro garoto que eu mentorei que fez as finais. Eu ainda vou ficar envolvido com o rodeio. Minha esposa vai correr Tambor e aqui em nossa casa vamos construir uma instalação para receber os jovens".

Em 2012, Smith terminou em 11º no ranking mundial, com US$ 82.874,00. Ele venceu a rodada 8 nesse ano na NFR e pontuou em outras três rodadas. Ele também ganhou a média na RAM Montana Circuit Finals Rodeo em 2015.

Smith é filho de John E.S. Smith, finalista por dois anos em Saddle Bronc Riding, NFR 1990 e 1991. Os dois também foram sócios em uma tropa de cavalos destinados ao esporte. Tyrell e seu irmão Chance montaram em Touros e na Sela Americana juntos por um tempo.

Imagem retirada de http://www.violashow.com.br/noticias/esportes/2019/01/23/prca-anuncia-aposentadoria-de-um-dos-veteranos-na-sela-americana.html#.XFAtz2mnfcc

Jornal do Rodeio

Acesse também:

Facebook Orkut Twitter