Acesse também:

Facebook Twitter Orkut

Hoje é 12 de Dezembro de 2017 - 11:46h

Eugênio José dos Santos

Geral

Eugênio
José dos Santos

Em entrevista Prata da casa fala sobre a pressão de competir no Rio Preto Country Bulls

Fotos André Silva
Em entrevista Prata da casa fala sobre a pressão de competir no Rio Preto Country Bulls
Entre os dias 23 e 27 de Julho acontece em São José do Rio Preto, São Paulo, a 18ª edição do Rio Preto Rodeo Country Bulls. Uma realização da Cia Paulo Emílio, um dos eventos mais bem Em 2014 completo setes anos  fazendo cobertura deste rodeio e pude testemunhar o crescimento e a excelência do evento. Entre as diversas atrações, montarias em touros com Monster Energy PBR.
Aos 22 anos de idade, sete como competidor de rodeio na modalidade touros, Edmilson Gonçalves, não viaja para a etapa da próxima semana. A razão é muito simples. Natural de São José do Rio Preto, Edmilson, compete em casa. E para quem acha que isso é confortável, está muito enganado. 

O competidor busca um resultado positivo, bom, em casa, isso ainda não aconteceu. Fui conversar com ele sobre a pressão e a responsabilidade de fazer bonito em casa. Confira Entrevista. 

EJ: Quem o incentivou a entrar neste mundo arriscado de montarias em touros?
EG: Desde criança gostei de rodeio e assistir montarias. Para lhe falar a verdade,  ninguém me incentivou. Conheci um amigo – talvez ele seja indiretamente o incentivador – que me levou para montar em um bezerro, por brincadeira, gostei e continuei.

EJ: Qual foi sua maior conquista na carreira?
EG: Meu primeiro título dentro do campeonato da PBR Brasil, que foi na cidade de Divinópolis (MG) no ano de 2012.

EJ: Quando se fala em enfrentar touros bravos, imaginamos contusões. Existiu um momento “negro” na sua carreira?
EG: Por mais que, a gente cuide, sempre estamos expostos ao perigo. Logo no começo da carreira quando quebrei a perna, fique um bom tempo parado, pensei até em desistir.

EJ: Quando se escolhe um esporte, no seu caso o rodeio, existem projetos e sonhos. Quais os seus? 
EG: SE eu pudesse fazer um escala, em primeiro lugar seria ser campeão brasileiro pela PBR Brasil, posteriormente competir nos EUA, disputando o campeonato mundial pela PBR/USA.

EJ: Qualquer garoto que pense em jogar bola hoje, busca inspiração no Neymar. Quem era o “Neymar” das arenas, seu ídolo em quem você se inspirou?
EG: Como disse acima, gostava de assistir vídeos, em especial do Adriano Moraes, tricampeão mundial pela PBR, ele foi minha maior inspiração. Mas, admiro também, Robson Palermo tricampeão da etapa final da PBR em Las Vegas . Talvez meu atual “Neymar” das arenas seja Silvano Alves, bicampeão mundial da PBR. Estes são meus ídolos. 

EJ: Como é a experiência de montar em casa, com os amigos, familiares tudo ali bem pertinho e querendo ver sua vitória?  Existe uma cobrança por uma vitória sua em Rio Preto?
EG: E como! É claro que todos meus amigos e familiares querem a minha vitória em Rio Preto, mesmo com um pouco de pressão fico tranquilo, tento fazer meu papel, montar bem, não só aqui, mas em todos os outros eventos, um dos meus sonhos é ser campeão na minha cidade, e não desisti dele.

EJ: Acompanhei suas participações nos últimos anos e podemos dizer que, não deu certo. Quando e qual tombo te deixou mais decepcionado?
EG: Ano passado, eu apelei (toquei a mão no touro) na noite de sábado no touro ‘Honrado’ da Cia Euripinho Solo. Eu tinha vencido todos os touros anteriores, se tivesse conseguido vencer esse, eu iria para a final e disputaria a fivela de campeão. Fiquei faz chateado, posso apelar ou cair todas semana, porém, em casa dói um pouco mais. 

EJ: Presenciei sua vitória em Pilar do Sul, você está montando bem e, já chegou a ser líder do campeonato e está entre os favoritos, atualmente na terceira posição. Você acha que isso (Estar brigando pelo título) possa deixar você mais focado ‘em outra coisa’ fazendo com que seu rendimento seja melhor em casa?
EG: Estou montando pelo campeonato e quero ser campeão brasileiro. O problema é que tem mais 35 competidores que também querem. Vou dar meu máximo na arena de do Rio Preto Country Bulls, quero buscar o melhor resultado, mas quero também poder sair de lá bem pontuado e quem sabe até liderando para continuar da disputa deste título que, como falei é um dos meus sonhos. 
Programação Musical do Rio Preto Country Bulls
Na quarta-feira, 23, rodada nobre filantrópica com Rio Negro & Solimões, Fiduma & Jeca, Tony & Kléber, Victor & Matheus, Zé Neto & Cristiano e Victor Hugo & Americano. No dia 24, Gustavo Lima, dia 25 Luan Santana, dia 26 Zezé Di Camargo & Luciano e Fernando & Sorocaba e dia 27 Cristiano Araújo.
Informações:
Compra de Camarotes Numerados: (17) 99771-3645
Camarotes Empresariais: (17) 3222-4499 / 3233-0366 / 98107-2525
Facebook: www.fb.com/countrybulls
Site: www.countrybulls.com.br
 
Por Eugênio José – MTB: 67.231/SP
contato@eugeniojose.com.br
 
 
Att,
 
Eugênio José – MTB: 67.231/SP
18 9748-4838
 
www.eugeniojose.com.br
 
Twitter: http://twitter.com/eugeniojose
FB: http://fb.com/eugenioses
YouTube: http://youtube.com/eugeniojoses
 

Em entrevista Prata da casa fala sobre a pressão de competir no Rio Preto Country Bulls

16/07/2014

Fotos André Silva
Em entrevista Prata da casa fala sobre a pressão de competir no Rio Preto Country Bulls
Entre os dias 23 e 27 de Julho acontece em São José do Rio Preto, São Paulo, a 18ª edição do Rio Preto Rodeo Country Bulls. Uma realização da Cia Paulo Emílio, um dos eventos mais bem Em 2014 completo setes anos  fazendo cobertura deste rodeio e pude testemunhar o crescimento e a excelência do evento. Entre as diversas atrações, montarias em touros com Monster Energy PBR.
Aos 22 anos de idade, sete como competidor de rodeio na modalidade touros, Edmilson Gonçalves, não viaja para a etapa da próxima semana. A razão é muito simples. Natural de São José do Rio Preto, Edmilson, compete em casa. E para quem acha que isso é confortável, está muito enganado. 

O competidor busca um resultado positivo, bom, em casa, isso ainda não aconteceu. Fui conversar com ele sobre a pressão e a responsabilidade de fazer bonito em casa. Confira Entrevista. 

EJ: Quem o incentivou a entrar neste mundo arriscado de montarias em touros?
EG: Desde criança gostei de rodeio e assistir montarias. Para lhe falar a verdade,  ninguém me incentivou. Conheci um amigo – talvez ele seja indiretamente o incentivador – que me levou para montar em um bezerro, por brincadeira, gostei e continuei.

EJ: Qual foi sua maior conquista na carreira?
EG: Meu primeiro título dentro do campeonato da PBR Brasil, que foi na cidade de Divinópolis (MG) no ano de 2012.

EJ: Quando se fala em enfrentar touros bravos, imaginamos contusões. Existiu um momento “negro” na sua carreira?
EG: Por mais que, a gente cuide, sempre estamos expostos ao perigo. Logo no começo da carreira quando quebrei a perna, fique um bom tempo parado, pensei até em desistir.

EJ: Quando se escolhe um esporte, no seu caso o rodeio, existem projetos e sonhos. Quais os seus? 
EG: SE eu pudesse fazer um escala, em primeiro lugar seria ser campeão brasileiro pela PBR Brasil, posteriormente competir nos EUA, disputando o campeonato mundial pela PBR/USA.

EJ: Qualquer garoto que pense em jogar bola hoje, busca inspiração no Neymar. Quem era o “Neymar” das arenas, seu ídolo em quem você se inspirou?
EG: Como disse acima, gostava de assistir vídeos, em especial do Adriano Moraes, tricampeão mundial pela PBR, ele foi minha maior inspiração. Mas, admiro também, Robson Palermo tricampeão da etapa final da PBR em Las Vegas . Talvez meu atual “Neymar” das arenas seja Silvano Alves, bicampeão mundial da PBR. Estes são meus ídolos. 

EJ: Como é a experiência de montar em casa, com os amigos, familiares tudo ali bem pertinho e querendo ver sua vitória?  Existe uma cobrança por uma vitória sua em Rio Preto?
EG: E como! É claro que todos meus amigos e familiares querem a minha vitória em Rio Preto, mesmo com um pouco de pressão fico tranquilo, tento fazer meu papel, montar bem, não só aqui, mas em todos os outros eventos, um dos meus sonhos é ser campeão na minha cidade, e não desisti dele.

EJ: Acompanhei suas participações nos últimos anos e podemos dizer que, não deu certo. Quando e qual tombo te deixou mais decepcionado?
EG: Ano passado, eu apelei (toquei a mão no touro) na noite de sábado no touro ‘Honrado’ da Cia Euripinho Solo. Eu tinha vencido todos os touros anteriores, se tivesse conseguido vencer esse, eu iria para a final e disputaria a fivela de campeão. Fiquei faz chateado, posso apelar ou cair todas semana, porém, em casa dói um pouco mais. 

EJ: Presenciei sua vitória em Pilar do Sul, você está montando bem e, já chegou a ser líder do campeonato e está entre os favoritos, atualmente na terceira posição. Você acha que isso (Estar brigando pelo título) possa deixar você mais focado ‘em outra coisa’ fazendo com que seu rendimento seja melhor em casa?
EG: Estou montando pelo campeonato e quero ser campeão brasileiro. O problema é que tem mais 35 competidores que também querem. Vou dar meu máximo na arena de do Rio Preto Country Bulls, quero buscar o melhor resultado, mas quero também poder sair de lá bem pontuado e quem sabe até liderando para continuar da disputa deste título que, como falei é um dos meus sonhos. 
Programação Musical do Rio Preto Country Bulls
Na quarta-feira, 23, rodada nobre filantrópica com Rio Negro & Solimões, Fiduma & Jeca, Tony & Kléber, Victor & Matheus, Zé Neto & Cristiano e Victor Hugo & Americano. No dia 24, Gustavo Lima, dia 25 Luan Santana, dia 26 Zezé Di Camargo & Luciano e Fernando & Sorocaba e dia 27 Cristiano Araújo.
Informações:
Compra de Camarotes Numerados: (17) 99771-3645
Camarotes Empresariais: (17) 3222-4499 / 3233-0366 / 98107-2525
Facebook: www.fb.com/countrybulls
Site: www.countrybulls.com.br
 
Por Eugênio José – MTB: 67.231/SP
contato@eugeniojose.com.br
 
 
Att,
 
Eugênio José – MTB: 67.231/SP
18 9748-4838
 
www.eugeniojose.com.br
 
Twitter: http://twitter.com/eugeniojose
FB: http://fb.com/eugenioses
YouTube: http://youtube.com/eugeniojoses
 

Jornal do Rodeio

Acesse também:

Facebook Orkut Twitter